Header Ads

Corrida no inverno: leia essas dicas!





Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Corrida no inverno: leia essas dicas!. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!

 

O inverno está aí e para muitos corredores é a melhor época do ano para correr principalmente porque é mais fácil fugir do calor terrível que faz. Considerando que o desempenho está ligado a temperatura ambiente, faz todo o sentido essa preferência. Quando está calor, além de a prática se tornar muito mais cansativa, existe um risco maior de desidratação, já que o corpo sua mais para tentar equilibrar sua temperatura. No entanto, o frio também coloca alguns riscos para o corredor, que deve ficar mais atento neste período.

Não existe temperatura mínima para correr no inverno. Embora a gente saiba que correr a menos de 10°C gera desconforto pois a respiração fica mais difícil, na maioria dos lugares, a temperatura não chega a isso. Em contra partida, a baixa temperatura provoca o enrijecimento muscular, tornando maior o risco de prejuízos aos músculos.

Vamos listar alguns cuidados que deve-se ter para que a prática da corrida no inverno seja sem maiores problemas.

O alongamento só deve ser feito ao final da atividade física. Isso vale para a maioria dos esportes, incluindo a corrida. Na verdade, o alongamento significa um relaxamento das fibras, que são responsáveis pelas contrações que ocorrem na prática esportiva. Embora isso gere. ainda, uma controvérsia, alongar-se após o exercício ajuda a manter a flexibilidade alcançada. Antes do treino, o alongamento pode gerar a diminuição de rendimento físico. Isso não quer dizer que seja algo negativo, apenas que os resultados não serão tão positivos.

Outro cuidado importante que deve ser tomado por quem pratica corrida no inverno é quanto à reposição de líquidos. Apesar de a sensação de perda de suor ser menor nesta época, o ar costuma ser mais seco, o que eleva o risco de desidratação.

Durante as baixas temperaturas, a vestimenta também precisa ser adequada, pois ela pode ajudar a controlar a temperatura corporal.  Proteja o corpo para correr na rua no inverno:

Cabeça e pescoço: são partes do corpo que perdem muito calor devido à alta vascularização. O uso de casaco com capuz é o ideal, mas toucas, gorros ou bonés podem ajudar, apesar de lã e algodão não serem tecidos ideais;

Tórax: o aquecimento desta região do corpo é essencial, pois o tórax abriga órgãos vitais como coração e pulmões. Use camisas e casacos leves de nylon ou dry fit (que facilitam a corrida e mantêm o calor do corpo);

Mãos e pés: a circulação tende a ter mais dificuldade em manter as extremidades do corpo aquecidas, por isso use meias e luvas;

Lábios: manteiga de cacau e bastões labiais hidratantes evitam rachaduras provocadas pelo frio.

Como o inverno é uma estação onde as pessoas ficam mais gripadas, é bom ter cuidado com isso também. Quando estamos gripados, o corpo apresenta baixa resistência imunológica. Assim, não é bom correr quando se está nesta condição, pois o exercício envolve um alto gasto energético, enfraquecendo o organismo que não estiver devidamente preparado. Uma doença é sinal de que você está frágil e precisa poupar energia para combater os microrganismos causadores do problema.

Boa corrida!

Você não pode perder:

Kettlebell, Macebell e Clubbell - Treinamento Funcional em Alto Nível
Planos de aulas e atividades para Educação Física Escolar
Educação Física em casa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.