Header Ads

Atividade Física e Nutrição contra a Osteoporose







http://www.ncbauru.com.br/wp-content/uploads/2016/08/0810_Centro-Nutricao-Celular_Artigo_Osteoporose-SITE-1024x682.jpg

A osteoporose como um comprometimento da força óssea que predispõe a aumento do risco de fratura, sendo essa força a integração entre a densidade mineral óssea e a qualidade óssea. A doença tem alto impacto social e econômico, com aumento da incidência nos últimos anos e alta mortalidade em decorrência das fraturas. Com o aumento da expectativa de vida, a osteoporose é uma doença cada vez mais diagnosticada em mulheres e homens de todo o mundo. A osteoporose é muito mais comum em mulheres, mas a Organização Mundial da Saúde (OMS) também considera sua presença em homens como um problema de Saúde Pública. É preocupante que a mortalidade em virtude da fratura osteoporótica é duas vezes maior em homens que em mulheres

A identificação precoce dos fatores de risco associados à baixa massa óssea e às fraturas é fundamental para o manuseio de pacientes de risco, especialmente para a introdução de estratégias efetivas de prevenção, diagnóstico e tratamento. E é por isso que a alimentação e a atividade física são importantes no tratamento desta patologia.

A detecção precoce de fatores que favoreçam a prevenção e tratamento da osteoporose deve ser preocupação de profissionais de saúde. Faz-se necessário analisar a ingestão alimentar com o objetivo de detectar nutrientes essenciais à saúde óssea que estão em baixo consumo. Os ossos passam por um processo de remodelação contínua, e a ingesta adequada de nutrientes e substratos é necessária para apoiar essa fase. O cálcio dietético e a proteína são nutrientes ativos no metabolismo de ossos, como também são o fósforo e a vitamina D. Há outras vitaminas e outros elementos minerais necessários para os processos metabólicos de formação óssea, incluindo-se vitamina K, vitamina C, vitaminas do complexo B, magnésio, cobre, zinco, manganês, potássio, boro, silício.

Outros nutrientes, como ômega 3 e fibras, também são citados na prevenção e no tratamento da osteoporose. Reduzem a produção de citocinas pró-inflamatórias e produzem alta concentração de ácidos carboxílicos de cadeia curta, o que aumenta a acidez intestinal e a absorção de minerais

Além de tomar cuidado com a alimentação, a prática de atividade física, respeitando sempre as particularidades de cada pessoa, é indicada a fim de proporcionar uma melhor qualidade de vida aos pacientes com osteoporose.

A massa óssea é relacionada à ação da musculatura sobre o osso, portanto exercícios gravitacionais são mais efetivos. Autores destacam que os exercícios aeróbios de baixo impacto, como as caminhadas, excitam a formação osteoblástica e previnem a reabsorção; exercícios com pesos leves aumentam a massa muscular e a força dos músculos esqueléticos. A diminuição da força do quadríceps é um risco para ocorrência de fraturas do quadril, por exemplo.

Com ajuda daqui

Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.