Header Ads

Potência é importante na preparação física do Voleibol





Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Potência é importante na preparação física do Voleibol. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!




O preparo físico geral tem em vista ampliar equilibradamente as diversas competências motoras e pode ser aumentada por meio da utilização predominante dos treinamentos preparatórios gerais. A preparação física especial por sua vez constitui basicamente de exercícios cujos conteúdos incluem inteiramente à especificação ou a modalidade desportiva exercitada pelo atleta e abrange movimentos ou ações motoras que se aproximam das peculiaridades específicas da atividade desportiva escolhida considerando o aspecto físico, técnico e tático.

 A força é a qualidade física mais empregada pelos atletas, porque estes necessitam saltar alto e bater forte na bola, movimentar-se ligeiramente com o conjunto do corpo na quadra. Assim as habilidades físicas que o voleibol requer precisam ser treinadas, mas sem deixar de respeitar a maturidade motora e a individualidade de cada atleta. Saltitar e golpear a bola estão relacionados às diversas situações de jogo da mesma forma que correr, lançar, rebater, são habilidades que devem ser fortalecidas por procedimentos de simples aplicação e aprendizado de modo a tentar diminuir o tempo de adequação.

A interação entre força e velocidade no voleibol delineia a maior parte dos movimentos, assim, a força explosiva, deliberada por eles como a capacidade do sistema nervoso e muscular de suportar a resistência desenvolvida pela contração muscular rápida, deve ser a mais desenvolvida em um programa de condicionamento físico. A potência (força explosiva) possibilita o atleta saltar mais rápido e mais alto. Na etapa da particularização,  fazem-se imprescindíveis trabalhos de força explosiva para aumentar a performance do salto e de equilíbrio que permite ao praticante controlar o salto recuperando o movimento a fim de evitar um toque na rede, contusões e quedas.

A potência possibilita o atleta saltar mais rápido e alto porque ocorre  rápida contração muscular embora a força isométrica  máxima no momento da extensão do quadril e do joelho, e na flexão plantar, correlaciona-se significativamente com o salto vertical do atleta. Assim sendo, o treinamento pliométrico é  aconselhado para o voleibol porque promove a melhora da força reativa neuromuscular e que a finalidade da pliometria para os membros inferiores  consiste em acrescentar o impulso do salto vertical do atleta.

Para finalizar, você sabe como Montar Treinos de Voleibol? Se quiser mais dicas sobre isso, conheça o material "Como Montar Treinos de Voleibol: Da Iniciação ao Alto Rendimento - Com VÍDEOS e APOSTILA". É bem completo!  Clique aqui e saiba mais!

Você não pode perder:

Kettlebell, Macebell e Clubbell - Treinamento Funcional em Alto Nível
Planos de aulas e atividades para Educação Física Escolar
Educação Física em casa

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.