Novas
Loading...

Conheça técnicas que ajudam na recuperação pós-treino




 
Algumas técnicas podem ajudar o corredor a se recuperar mais rápido, contribuindo para a prevenção de lesões e uma melhor performance . Foto: Getty Images/Terra 
Após um treino desgastante, a musculatura fica tensa, as pernas pesadas e o corredor já percebe que no dia seguinte irá amanhecer "travado", com aquela dor desagradável. Algumas técnicas, porém, podem ajudar a aliviar esses sintomas, contribuindo para uma recuperação mais rápida, que fará com que o atleta esteja mais bem preparado para os próximos treinos.

Um dos responsáveis por fazer com que a musculatura fique travada e dolorida após o exercício é o lactato, resíduo tóxico que se acumula na corrente sanguínea, decorrente do metabolismo promovido pelo organismo para obtenção de energia. Outro motivo é o processo inflamatório ocasionado pelas microlesões que os músculos sofrem durante a atividade física.

As técnicas têm por objetivo auxiliar na sua remoção  e no processo inflamatório muscular, acelerando a regeneração do corredor, o que contribuirá para a prevenção de lesões e uma melhor performance. O ideal é que elas façam parte da rotina do atleta, principalmente no período de treinamento de maior volume. Confira abaixo algumas opções:

Trote - É a técnica mais simples e acessível. Consiste em realizar um trote leve de 10 a 15 minutos após o treino intenso. Uma atividade física com intensidade de 30% a 40% é mais eficiente para recuperar os músculos que o repouso total. Fazendo um trote leve, a musculatura estará regenerada no dia seguinte e o atleta mais disposto para treinar.

Crioterapia - Consiste na imersão dos membros inferiores do corredor em um tambor ou banheira com gelo e água, induzindo uma vasoconstricção, que auxiliará no controle do processo inflamatório originado pelas microlesões e ajudará a evitar a dor tardia. O ideal é que a imersão inclua o quadril e as pernas estejam na posição horizontal. A temperatura deve ficar próxima a 8º C e o tempo imersão entre 5 e 12 minutos, conforme a tolerância do corredor.

Massagem esportiva - Específica para a recuperação de atletas, possui efeito de drenagem (assim como a linfática, que também é benéfica para a regeneração), além de ser eficiente para a liberação dos pontos de tensão nos músculos. Esses pontos de tensão são nódulos, originados pelo espasmo muscular em decorrência da fadiga. Nessa condição, o músculo tem dificuldade para relaxar, o que pode comprometer o processo fisiológico de contratação e relaxamento.

Bota pneumática - Trata-se de uma bota pneumática, disponível em clínicas de fisioterapia. Ela envolve os membros inferiores, dos pés até as coxas do corredor, que fica na posição horizontal, com as pernas elevadas. Ao se encher de ar, a bota provoca um efeito de compressão. Essa compressão é feita de baixo para cima, começando pelos pés e subindo em direção à coxa. Dessa forma ajuda o sistema muscular e venoso a drenar os resíduos metabólicos tóxicos que ficam no organismo após o exercício, como o ácido lático.

Comente:

Espalhe no Google Plus

Sobre - Educação Físicaa

Professora de Educação Fisica, pós-graduada em Treinamento Desportivo e que tem atuação em Educação Fisica Escolar, Avaliação Fisica e Personal Trainer. Twitter: @educacaofisicaa
Postar um comentário