Header Ads

Professor x Educação Física Inclusiva









A Educação Física é fundamental, desenvolve o processo educativo como um todo, associando o corpo e a mente, aprimorando as habilidades físicas, morais e sociais do educando; se bem aplicada é uma excelente forma de inclusão. Segundo os PCN'S, na escola, portanto, quem deve determinar o caráter de cada dinâmica coletiva é o professor, a fim de viabilizar a inclusão de todos os alunos. Esse é um dos aspectos que diferencia a prática corporal dentro e fora da escola.

A Educação Física (EF) tem um papel importante no desenvolvimento global dos alunos, principalmente daqueles com deficiência, tanto no desenvolvimento motor quanto nos desenvolvimentos intelectual, social e afetivo.

Quando se trata da EF Adaptada, pensamos em uma área de conhecimento que discute os problemas biopsicossociais da população considerada de baixo rendimento motor: portadores de deficiência física, deficiências sensoriais (visual e auditiva), deficiência mental e deficiências múltiplas.

 Ela procura tratar do aluno sem que haja desigualdades, tornando a auto-estima e a autoconfiança mais elevada através da possibilidade de execução das atividades, conseqüentemente da inclusão.

As atividades proporcionadas pela EF Adaptada devem oferecer atendimento especializado aos alunos com necessidades especiais, respeitando as diferenças individuais, visando proporcionar o desenvolvimento global dessas pessoas, tornando possível não só o reconhecimento de suas potencialidades, como também, sua integração na sociedade

A aula de Educação Física pode favorecer a construção de uma atitude digna e de respeito próprio por parte do deficiente e a convivência com ele pode possibilitar a construção de atitudes de solidariedade, de respeito, de aceitação, sem preconceitos (PCN'S, 1997, p. 31).

Como futuros professores pretendem-se buscar subsídios para a discussão sobre a inclusão, pois entendesse que é relevante desmitificar esse assunto mostrando que é possível trabalhar com todos e conviver harmoniosamente, respeitando os limites de cada ser humano.

E por fim fazer que o aluno com necessidades especiais tenha as mesmas oportunidades de desfrutar de suas habilidades e vencer seus limites durante suas aulas práticas. E fornecer uma qualidade de vida ao aluno com necessidades especiais, interagindo diretamente nas aulas de Educação Física. E assim desenvolvendo uma confraternização entre alunos regulares e os alunos com necessidades especiais.
Com o desenvolvimento de uma Educação Física inclusiva às pessoas com deficiência, poder-se-ia demonstrar à sociedade que todo cidadão, com ou sem deficiência, é capaz de viver com seus limites, praticando alguma atividade física, sem que as pessoas os olhem com compaixão e evitem qualquer forma de exclusão. Dessa maneira, pode-se considerar que esse seria um procedimento acertado e capaz de ampliar suas possibilidades nos campos físico, social, político e cultural.
Podemos dizer que hoje com a força da mídia e de resultados cada vez mais expressivos estamos convivendo um pouco mais com pessoas com algum tipo de deficiência, porém estamos os considerando "normais perante a sociedade" e dando o mesmo tratamento que as pessoas sem deficiência? Esta é a grande pergunta que tentaremos responder durante este estudo, assim como soluções para melhor inclusão destas pessoas no nosso meio.

Se você quiser se aprofundar neste assunto precisa conhecer as Aulas de Educação Física para Alunos Especiais e o ebook Atividades Físicas de Alunos Especiais. São duas excelentes opções para quem trabalha com Educação Física Escolar  para alunos com necessidades especiais.

Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.