Header Ads

Hiit e o Treinamento Cardio








O treino cardio é uma abreviação para o treino cardiorespiratório. Esse formato de treino é responsável por proporcionar adaptações cardiovasculares (melhora no volume de ejeção, perfusão, retorno venoso e força do músculo do coração) e também adaptações respiratórias como a melhora na resistência (diminuindo a sensação de cansaço depois de tarefas mínimas diárias) e do consumo máximo de oxigênio (VO2Máx)
Já o famoso HIIT – Treino Intervalado de Alta Intensidade, é um método de treino que está cada vez mais famoso e em alguns lugares se tornou até modalidade de clubes e academias. Nesse tipo de treino, são realizados movimentos em alta intensidade seguidos por momentos de recuperação ativa (apenas diminuindo a intensidade, mas ainda com o exercício), ou recuperação passiva (quando há pausa entre as sessões de alta intensidade).
É um treinamento que utiliza alguns exercícios e movimentações de vários esportes, além do treinamento funcional. O treino HIIT foi baseado em um estudo feito em 1996 pelo professor Izumi Tabata. O Objetivo da atividade é trabalhar com exercícios de alta intensidade, seguidos por um curto intervalo de recuperação.
O HIIT pode ser praticado em esteiras, bikes, musculação, natação, com ou sem uso de aparelhos, embora o mais comum é ver praticantes o realizando em esteiras. Por ter sua intensidade muito alta, o tempo de exercício acaba sendo menor do que um treino aeróbio contínuo de média intensidade, variando geralmente entre 10 e 25 minutos.
Essas adaptações alteram tanto o desempenho durante treino, como as respostas fisiológicas em repouso, aumentando a queima calórica após o exercício e em longo prazo nosso corpo aprende a realizar as atividades de vida diária com menos esforço e gasto energético, tornando-se mais econômico.
Uma das principais vantagens do HIIT é os resultados que ele apresenta com um tempo muito menor de realização de exercícios. Isso acontece devido ao gasto calórico durante e depois, o que significa que as pessoas que fazem essa modalidade de cardio costumam usar mais energia em altas intensidades, que posteriormente é absorvida pelo organismo até 24 h ou 48 h após o término.
Geralmente, esses resultados aparecem com treinos de 20 minutos, já que os que ficam entre 4 e 8 minutos são curtos demais para que o metabolismo basal aumente. Sendo assim, torna-se um mito que a perda de massa é maior em caminhadas e outros exercícios de baixa intensidade.
Em termos de trabalho cardiovascular e condições físicas, o cardio intervalado também traz mais vantagens. Ou seja, uma pessoa que pratica HIIT consegue correr mais rápido em provas de longa duração com um esforço muito menor.
Agora, falando sobre as desvantagens, a principal é inserção correta no programa, tendo em mente que quanto maior a intensidade, mais será o desgaste do sistema nervoso central e a competição por reservas necessárias à recuperação.
Ou seja, o tempo de recuperação de esforço é maior, assim como o risco de lesões. As dores durante os treinos também são um fator que nem todos estão dispostos a sentir e é importante prescrever esse tipo de cardio para as pessoas que realmente conseguem suportar os desconfortos.
Conheça o Workshop "Periodização de Treinamento Cardio"que ensina todos os cálculos necessários e fórmulas existentes para se periodizar um treinamento cardiorrespiratório. Clique aqui!

Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.