Header Ads

Treino de adaptação na iniciação na Corrida





Olá, eu sou a Dani e esse texto fala sobre Treino de adaptação na iniciação na Corrida. Antes de começar a lê-lo, siga o blog nas redes sociais: Instagram, Facebook e Twitter. Você também pode entrar nos grupos de Whatsapp ou no grupo do Telegram . Agora, vamos à leitura!

http://o2porminuto.ativo.com/wp-content/uploads/sites/2/2015/04/adaptacao_corrida.jpg

A vida não é fácil para quem quer ingressar o "mundo das corridas". Os treinos, a recuperação, as corridas de competições... é preciso muita disposição e vontade para melhorar a sua performance cada vez mais. Portanto, para aproveitar todos os benefícios que a corrida pode te dar, é preciso cuidar da alimentação, da musculatura e fazer o seu treino na quantidade certa, respeitando o seu ritmo.

É muito importante para o seu bom desempenho, fazer uma periodização de treinamentos com objetivos bem definidos e metas que deverão ser buscadas constantemente. Uma periodização correta começa com um treino chamado adaptação. A fase de adaptação nada mais é que um período em que você, gradativamente, acostumará seu organismo à prática de atividade física, seu corpo sairá do estado de sedentarismo para iniciar o estado ativo.

Portanto, nesta fase, a intensidade do exercício é bem leve e sua progressão é pouco acentuada. A paciência e a perseverança são muito importantes nesta etapa inicial. Não adianta querer correr os 10 km no primeiro mês.

Para iniciar uma atividade física que realmente proporcione resultado, o ideal é que na fase de iniciação você pratique entre 2 à 3 vezes por semana, dependendo da sua disponibilidade. Independentemente se você optar por fazer treinos pela manhã (antes de ir trabalhar) ou à noite (depois do trabalho/faculdade), reserve ao menos uma hora por dia para realizar o treinamento.

Independente da fase de treinamento que você esteja lembre-se sempre de respeitar seus limites, preste atenção no seu corpo e execute a atividade de maneira consciente. Com qualquer sinal de mal estar, interrompa o treino e procure se restabelecer, não tente acompanhar o ritmo de outras pessoas, cada um está em um nível de condicionamento e cada um tem seu objetivo.

Saiba distinguir o MAL ESTAR do DESCONFORTO, a corrida acelera seu batimento cardíaco e proporciona muitas alterações fisiológicas durante o treino, sentir desconforto é normal, pois a respiração fica mais difícil, a fadiga muscular aparece, o corpo desidrata e etc. Mas, em casos de sintomas como tontura, escurecimento da vista, ou qualquer dor intensa o treino deve sim ser interrompido.

Boa sorte!

Você não pode perder:

Kettlebell, Macebell e Clubbell - Treinamento Funcional em Alto Nível
Planos de aulas e atividades para Educação Física Escolar
Educação Física em casa

Um comentário

Rodrigo Xavier disse...

Parabéns pelo site e pela iniciativa de divulgar informações sobre a prática da corrida.

Peço que por gentileza atribua os créditos do texto, o conteúdo foi baseado nas informações elaboradas pelo Professor Rodrigo da RX Assessoria Esportiva.

Veja em http://www.treinodecorrida.com.br/iniciantes

Obrigado

Grande abraço

Tecnologia do Blogger.