Header Ads

Aulas de educação física deveriam contribuir mais para redução da obesidade






alunos

Pesquisadores afirmam que o hábito de praticar exercícios físicos deve ser conquistado até a adolescência. Caso contrário, o indivíduo têm maior possibilidade de se tonar sedentário e obeso. As informações fazem parte do artigo Intensidade e duração dos esforços físicos em aulas de Educação Física, publicado na revista Saúde Pública.

Com o objetivo de avaliar a intensidade e a duração dos esforços físicos em aulas de educação física no ensino fundamental e médio, os pesquisadores perceberam que, além do tempo de aula a ser reduzido, a maior parte das atividades efetuadas pelos estudantes é de baixa intensidade. Apenas em um terço da aula são desenvolvidos exercícios que vão de moderados a vigorosos.

Segundo o artigo, a escola apresenta um papel importante no desenvolvimento de hábitos que promovam um estilo de vida mais ativo de crianças e jovens. "Para parte expressiva dos jovens, as atividades escolares são as únicas oportunidades de desenvolvimento de atividade física", indicou.

O documento também pontuou que, os exercícios físicos podem ser utilizado como um instrumento de modulação da saúde, em busca de equilíbrio das funções do organismo. A iniciativa exige compromisso com a intensidade, duração e a frequência da atividade.

Os pesquisadores recomendam para os jovens, pelo menos, 60 minutos de exercícios de intensidade moderada a vigorosa na maioria dos dias da semana.

- Conheça o artigo (PDF) -


Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.