Novas
Loading...

Use o jogo de taco em suas aulas




https://c1.staticflickr.com/1/21/34026724_610679fcb2.jpg

Vi essa aula e não pude deixar de compartilhar. O taco é uma brincadeira foi uma brincadeira que fez parte da minha infância e é uma introdução para o beisebol, um esporte que não é muito praticado no Brasil, mas envolve bons recursos para as aulas de Educação Física.

É uma boa aula para aplicar aos alunos e trazem um monte de resposta bacana.

Objetivos

  • Adaptar materiais e espaços para a prática de taco e beisebol.
  • Democratizar o aprendizado de modalidades esportivas raramente praticadas na escola.
  • Apresentar e reelaborar regras.

Conteúdos

  • Jogo de taco.
  • Beisebol.

Anos

6º e 7º.

Tempo estimado

Dois meses e meio.

Material necessário

Cinco pares de tacos, que podem ser roliços (cabos de vassoura) ou achatados (ripas), com cerca de 1 metro de comprimento, cinco bolas de borracha (como as de frescobol) ou de tênis (encapadas com tecidoamarelo), cones, latas de refrigerante, garrafas PET e varetas de madeira (para montar as casinhas do taco) e giz (para delimitar espaços na quadra e desenhar as bases do campo de beisebol).

Desenvolvimento

1ª Etapa 

Apresente o objetivo do projeto.Pergunte se os alunos já praticaram taco e beisebol e se ouviram falar deles. Explique sobre regras, espaço, materiais e habilidades que eles desenvolvem como arremesso, rebatida e corrida.

Proponha o jogo de taco e use seis aulas com ele. Forme grupos de quatro e separe-os em duplas (um menino e umamenina). Meça a quadra e divida-a para que quatro ou mais grupos joguem ao mesmo tempo. Fale da importância de dosar a força da rebatida para evitar acidentes.

Faça com que os mais e os menos experientes joguem juntos e peça que pensem em maneiras de diversificar as duplas e os quartetos. Durante a atividade, direcione questões a grupos específicos perguntando, por exemplo, como é melhor usar o taco quando a bola vem rasteira ou mais alta. Dessa forma, eles melhoram a capacidade de tomar decisões.

Converse sobre o que foi bom e o que foi ruim na prática e faça com que pensem em regras mais complexas, respeitando o nível de desempenho dos colegas. O foco do projeto não é desenvolver nosestudantes técnicas refinadas, mas prepará-los para dar respostas eficientes aos problemas surgidos.

2ª Etapa 

Relembre as características e as regrasdo beisebol e aponte as semelhançascom o taco como a rebatida, quedeve lançar a bola para longe a fimde conquistar mais pontos. Peça ajudapara adaptar o jogo à quadra da escola.

Nas primeiras partidas, use a formade um quadrado em que cada quinacompõe uma base, com uma garrafa PET como ponto de referência. Nas aulas finais, a quadra ganha oscontornos de um losango e as basespassam a ser círculos desenhados comgiz.

Ao lado de cada um deles fica umjogador. Use primeiro uma ripa demadeira como taco e depois passe parao cabo de vassoura. Sugira mudançasna regra de rebatida (na oficial, quem erra três rebatidas é eliminado).

Por exemplo: ao ser lançada, a bola pode quicar para facilitar a rebatida e o arremessador tem quantas chances forem necessárias até que o rebatedor acerte e possa revezar a função com os colegas. Estabeleça com todos o valor dos pontos das bases conquistadas e da volta completa no campo.

Divida a turma em duas equipes, com equilíbrio entre meninos e meninas, e dê autonomia para que decidam suas funções (capitão, rebatedor e receptor, jogadores de base e jardineiros, que ficam espalhados no campo).

Proponha o revezamento das funções entre os jovens e também entre os times, de ataque e de defesa. Reserve oito aulas para a prática e proceda como nas aulas sobre o taco, intervindo quando necessário e propondo novas regras. Se for possível, leve a garotada para visitar campos, assistir a partidas e conhecer uma associação de beisebol para que um dos responsáveis pela entidade explique como é a rotina desses profissionais.

Produto final

Campeonato

Reserve uma aula para a organização de um campeonato. Divida a turma em comissões de premiação, montagem de tabelas, arbitragem e divulgação do evento na escola e na comunidade. Os jogos devem ser realizados em outras três aulas.

Avaliação

Organize disputas para observar o conhecimento que os alunos têm das regras das modalidades propostas. Discuta com eles os conhecimentos práticos e teóricos adquiridos nas aulas e dê um questionário sobre os jogos para que respondam em duplas. Peça que cada um avalie, por escrito, o projeto e sua própria participação.

Comente:

Espalhe no Google Plus

Sobre - Educação Físicaa

Professora de Educação Fisica, pós-graduada em Treinamento Desportivo e que tem atuação em Educação Fisica Escolar, Avaliação Fisica e Personal Trainer. Twitter: @educacaofisicaa
Postar um comentário