Header Ads

Efeitos Fisiológicos do Treinamento Físico






http://www.ufjf.br/proex/files/2010/08/Fisiologia-do-Exerc%C3%ADcio.jpg

A prática regular de atividade física constitui um elemento essencial à promoção da saúde e prevenção de algumas doenças que acometem indivíduos e grupos populacionais. Apesar dos jovens serem a parcela mais ativa da população, os indicadores de sedentarismo crescente têm alertado os profissionais de saúde pública.

Para diminuir o sedentarismo, estudos destacam a necessidade dos indivíduos modificarem seus estilos de vida, adquirindo e mantendo ações de promoção da saúde e prevenção de doenças durante todo o curso de vida. Nesse sentido, a atividade física praticada regularmente, pelo menos desde a adolescência, proporciona benefícios físicos e psicológicos considerados preditores da condição de saúde para a vida adulta.

Atualmente, sabe-se que importantes efeitos benéficos do exercício sobre fatores de risco cardiovascular (pressão arterial, perfil lipídico, glicemia, entre outros) são também resultantes dos efeitos recentes obtidos após uma única sessão de exercício, além daqueles dependentes das adaptações crônicas ao treinamento

Aumenta:

  • Circulação colateral.
  • Tamanho dos vasos (luz ).
  • Eficiência cardíaca.
  • Retorno venoso.
  • Conteúdo de oxigênio no sangue.
  • Massa de eritrócitos e volume sangüíneo.
  • Capacidade fibrinolítica.
  • Melhora a função tireoídeana.
  • Produção de HGH (hormônio do crescimento ).
  • Tolerância ao estresse.


Diminui:

  • Níveis de lipídios.
  • Intolerância à glicose.
  • Obesidade.
  • Pressão arterial sistêmica.
  • Freqüência cardíaca.
  • Arritmia.
  • Ação neuro-hormonal exagerada.
  • Estresse psíquico.
  • Depressão isquêmica.
  • Produção crônica de catecolaminas.
  • Manifestação clínica para o mesmo esforço.



Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.