Header Ads

O que é a dieta do DNA?






É importante ficar atenta às recomendações dos especialistas para cada dieta (Foto: Shutterstock)

Já pensou em ter uma dieta formulada especialmente para você, de acordo com o DNA e a herança genética que recebeu de seus pais e avós?  Por meio de um teste feito com uma amostra da saliva, é possível saber se os genes explicam a tendência a engordar, acumular gordura abdominal, ser magra demais ou até mesmo ter o apetite descontrolado.
A boa notícia é que esse tipo de teste já está disponível para qualquer pessoa, graças à evolução da nutrigenômica, ciência que estuda o conjunto das informações hereditárias codificadas em nosso DNA. O objetivo é identificar alterações nos genes que regulam a reação do corpo à alimentação e à atividade física – quando "defeituosos", por assim dizer, eles são as bombas-relógio que deflagram problemas de saúde. Assim, ao detectar alguma alteração, é possível criar dietas com alimentos indicados para suprir as necessidades que estão no código genético. Também dá para prevenir e reduzir o risco de doenças por maus hábitos alimentares (como diabetes e hipertensão), melhorar o metabolismo e até mesmo a disposição para malhar.
"Cada pessoa reage de forma diferente a um mesmo alimento, por conta de mutações nos genes que regulam apetite, equilíbrio energético e absorção de nutrientes. Por isso, não existe uma dieta universal que funciona pra todo mundo", diz o pesquisador espanhol José María Ordovás, diretor do Laboratório de Nutrição e Genômica do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA), e referência na área.
O teste é um verdadeiro mapa de nosso corpo. "Ele descobre se a pessoa tem metabolismo lento, tendência a acumular gordura na barriga e até se responde melhor a exercícios de força ou aeróbios", afirma a nutricionista Aderuza Horst, doutora em Ciência dos Alimentos do Centro de Genomas, laboratório de genética e medicina molecular, em São Paulo. No exame feito pelo Genomas (um dos cinco laboratórios com o serviço no país), o resultado leva de 30 a 40 dias para ficar pronto. Com o laudo, a equipe agenda uma conversa com um médico para, juntos, discutirem as opções de dieta. "Dá para detectar problemas futuros, como intolerância ao glúten e à lactose (açúcar do leite), além de descobrir como o organismo reage ao sal, avaliando o risco de hipertensão", diz Aderuza.
A má notícia é o preço: tanta tecnologia sai, em média, por R$ 2 mil.
Fonte

Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.