Header Ads

Alongamento prejudica rendimento em exercícios físicos, concluem estudos








Alongamento antes da prática de exercícios pode deixar o corpo mais flexível, mas piora o rendimento na atividade física e aumenta o risco de lesões, de acordo com pesquisas divulgadas recentemente. Atletas de competição que fazem alongamento estático, em que a pessoa estica as articulações por longos períodos numa mesma posição, têm a força muscular reduzida por quase 5,5%, calculou um estudo da Universidade de Zagreb, na Croácia. Se o tempo de uma mesma posição de alongamento for maior que 90 segundos, a potência é reduzida ainda mais.

Já outro estudo, publicado este mês em "Journal of Strengh and Conditioning Research" conclui que homens jovens que se alongam antes de levantar peso têm desempenho 8,3% menor que o normal.

Em relação ao estudo croata, foram analisados 104 resultados de pesquisas sobre o tema. Se o alongamento for de menos de 45 segundos, os efeitos negativos são reduzidos mas, mesmo assim, o aproveitamento muscular será menor.

Outros tipos de exercícios também foram afetados. A habilidade de correr rapidamente e pular também reduzidas em 3% depois do alongamento.

A resposta, dizem os cientistas, é fazer um aquecimento imitando os movimentos que irá usar no exercício. O alongamento, explica o estudo, pode "afrouxar" a resistência de músculos e tendões, o que aumenta o risco de lesões. Ao contrário do que se pode imaginar, o alongamento reduz a elasticidade dos tendões, condição importante para lidar com a carga de energia desprendida durante um exercício.


Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.