Novas
Loading...

A importância do esporte no processo educativo





http://msalx.revistaescola.abril.com.br/2013/02/18/1544/LfC4j/veja-educacao-fisica.jpeg

O esporte possui vários focos, que em sua grande maioria são imperceptíveis. Através dele podem ser vislumbradas diversas possibilidades de sociabilização, onde se pode citar saúde, respeito entre companheiros e adversários, observância das regras, entre outros.

O aprendizado da criança começa antes de ela frequentar a escola. Qualquer situação de aprendizado com a qual a criança se defronta na escola tem sempre uma história prévia porque tem que se levar em consideração a bagagem cultural muito rica proveniente de seu berço familiar. Então,  muito do que se reflete na escola já tem histórico dentro das casas, entre estas a sociabilização, a sua relação interpessoal.

A socialização significa o processo de transmissão dos comportamentos socialmente esperados. Mais especificamente, a socialização para o desempenho de determinado papel social envolve a aquisição de capacidades (habilidades) físicas e sociais, valores, conhecimentos, atitudes, normas e disposições que podem ser aprendidas em uma ou mais instituições sociais, como por exemplo, a família, a escola, o esporte, e ainda através dos meios de comunicação. A necessidade de ocupar-se com a questão da sociabilização e da aprendizagem social numa perspectiva didática da educação física resulta, por um lado, da análise da realidade social do esporte, como um campo no qual as relações e ações sociais são de importância central; por outro lado, os problemas diários do professor de educação física obrigam a considerar com mais profundidade as relações sociais oferecidas ou influenciadas pela educação física e, dependendo do caso, a procurar modificá-las.

A inclusão e início de programas de esportes na escola têm sido frequentemente baseados na crença comum de que a participação no esporte é um elemento de socialização que contribui para o desenvolvimento mental e social e a prática fisico-desportiva proporciona à criança muitas oportunidades de contato social, na medida de seu amadurecimento psíquico.

É sabido que o esporte possibilita essa participação social e é esta participação que faz dele um fator extremamente importante na relação inter-pessoal. É na aula de Educação Física (jogo, esporte) o único momento de seu dia que a criança tem para reproduzir cultura juntamente com os seus. Estar participando de algo que envolve: linguagem, expressão e contato.

A contribuição da atividade esportiva na socialização das crianças vem servindo como justificativa para a inclusão da Educação Física nos currículos escolares. Dentre elas estão as que indicam que a criança através do esporte aprende que entre ela e o mundo existem "os outros", que para a convivência social precisamos obedecer a determinadas regras, ter determinado comportamento; aprendem as crianças, também, a conviver com vitórias e derrotas, aprendem a vencer através do esforço pessoal; desenvolvem através do esporte a independência e a confiança em si mesmos, o sentido de responsabilidade, entre outras questões.

Interagir é fundamental, nossas crianças realizam pouco ou quase nenhum movimento de atividade corporal. Trabalhar o corpo é trabalhar uma das mais importantes formas de linguagem.

Todas estas afirmações têm em comum o fato de serem afirmações que identificam um papel positivo-funcional para o esporte no processo educativo; privilegiam os aspectos positivos funcionais camuflando, desta forma, os disfuncionais.

O professor de esportes deve ser visto como um educador e não como um mero transmissor de conhecimentos técnicos ou táticos. Sua ação deve ser baseada princípios críticos, pedagógicos e científicos para o desenvolvimento integral da criança

Comente:

Espalhe no Google Plus

Sobre - Educação Físicaa

Professora de Educação Fisica, pós-graduada em Treinamento Desportivo e que tem atuação em Educação Fisica Escolar, Avaliação Fisica e Personal Trainer. Twitter: @educacaofisicaa
Postar um comentário