Header Ads

Importância de Atividades de acordo com idade








As crianças brincam, e com muita intensidade em sua fase pré-escolar e brincam, também, quando não estão em horário  de aula. As crianças são especialistas em brincadeira.

Com isso se faz necessário, quando pensamos em atividade física escolar,  principalmente  para a educação infantil, pensarmos em atividades recreativas. Não cabe ao nosso objetivo, abordarmos a importância da educação física nesse período ou quem deve aplicar as aulas, e sim a importância das atividades de acordo com a idade.

Acesse o blog da Educação Física

Os jogos e brincadeiras são práticas que deveriam ser mais utilizadas na Educação Física. Em primeiro lugar porque são potencialmente mais inclusivos e permitem maior interação de todos com a prática de atividades físicas.

As atividades a serem desenvolvidas na escola podem ser pensadas de acordo com a faixa etária dos estudantes de forma a garantir o desenvolvimento integral.

Por exemplo, até os 6 anos, o recomendado é trabalhar a parte física por meio da recreação, com brincadeiras lúdicas. Até os 10,11 anos é o momento para desenvolver noções importantes a partir de jogos que desenvolvam noção de lateralidade, equilíbrio, espaço, tempo e que trabalham a criatividade. Para os alunos de até 11 anos,  costuma-se trabalhar com jogos, mas de uma maneira um pouco diferente. Além de dar uma bola e explicar as regras, ele estimula os seus estudantes a repensaram os princípios, adaptando o jogo para distintos contextos, levando em consideração os estudantes que estão participando.

Desenvolver habilidades e capacidades nos primeiros anos de vida pode trazer benefícios no futuro. E, sem dúvida, a melhor forma de trabalhar como os "pequenos" é através de brincadeiras.

Bem melhor que trabalhar a velocidade e resistência com corridas pela quadra é fazer um pic pega temático com animais, por exemplo. E quando trabalhar a lateralidade fazer um pic linha onde os alunos só podem se deslocar andando em cima da linha.

Enfim, trabalhar as competências necessárias para essa idade de forma que as crianças sintam motivadas a participar das atividades e, às vezes, sem  mesmo  perceber o que está sendo trabalhado. Mas o professor deve saber, e muito bem, o que e para que está aplicando cada atividade.

Para os alunos do Ensino Fundamental é necessário pensar em qual período de sua maturidade está e assim desenvolver atividades que agrade e conquiste os objetivos previstos para aquela fase. Do 1° ao 9° ano muita coisa muda e as atividades também deve mudar.

A Educação Física também pode trabalhar de forma interdisciplinar. Ao contar sobre a história do surgimento do esporte é preciso explicar em qual país e contexto social ele pode se desenvolver, quando as regras mudam e por que mudam e quais interesses estão implicados em tais alterações. Por exemplo, As regras do vôlei foram alteradas para tornar o esporte mais atrativo para a televisão. Quando falo isso, discuto o tema da mídia. Na maioria dos esportes mulheres ganham menos que os homens em patrocínios e premiações e aí entra a discussão da desigualdade de gênero. É preciso trabalhar de maneira interdisciplinar.

Atividades educativas é um método de ensino no qual educadores utilizam exercícios dinâmicos para aumentar a capacidade de aprendizado do aluno, tornando-o uma experiência mais fácil e agradável.  O desenvolvimento físico dos estudantes é essencial, inclusive para garantir o desenvolvimento intelectual. Uma criança que pratica atividades físicas fica mais disposta, estimulando a circulação de oxigênio no sangue e no cérebro, o que melhora a capacidade de raciocínio.

Tenha 800 Atividades para Educação Física Escolar. São atividades separadas em 8 assuntos dentro da Escola. Clique aqui e saiba mais!


Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.