Header Ads

Limiar anaeróbio e treinamento







O limiar anaeróbio é o limite em que a produção de lactato aumenta de forma que não há mais um equilíbrio com a remoção, o que gera um acúmulo dessa substância, fato que está associada ao aparecimento da fadiga e, portanto, à progressiva queda de desempenho.

Simplificando, podemos dizer que o limiar anaeróbio é a divisão entre metabolismo predominante aeróbio e o metabolismo predominante anaeróbio. O conhecimento do Limiar Anaeróbio nos permite saber se a intensidade de exercício está exigindo mais do metabolismo aeróbio ou mais do Anaeróbio e qual o ritmo de corrida que deve ser empregado em cada treino.

O termo Limiar Anaeróbio é utilizado para descrever o fenômeno que ocorre com todos os atletas - sendo o máximo esforço ou velocidade em que se produz um nível constante de lactato no sangue. Qualquer aumento acima deste nível tanto em velocidade ou esforço, causará um aumento continuo do lactato ou ácido lático, o que pode eventualmente causar o atleta a encerrar a atividade. A eventual cessação da atividade dependerá do evento ou tipo de atividade, tipo do atleta (força e resistência) e condicionamento.

Para um treinamento mais seguro e mais personalizado a determinação destes dois níveis de intensidade é muito importante, pois eles servirão de parâmetro para a prescrição dos treinos, dependendo das condições individuais e dos objetivos a serem alcançados.

Quando a intensidade do treino aumenta, o organismo passa a gerar uma quantidade de lactato maior do que ele é capaz reabsorver. O L2 (limiar anaerobio) é o limite do equilíbrio entre a produção e remoção deste subproduto do exercício. Acima desse limiar há um desequilíbrio e consequente acúmulo de lactato no organismo, o que contribui para a fadiga muscular. Identificando o Limiar Anaeróbio, consegue-se determinar o nível de esforço que o atleta consegue manter sem "quebrar", parâmetro fundamental para a realização de treinos de alta intensidade, como intervalados, por exemplo.

Existem 2 técnicas para determinação do limiar anaeróbio:

Através da análise de amostras de sangue após ou durante intensidades de esforço diferentes e através da análise da resposta ventilatória durante um exercício de cargas progressivas. É o chamado Teste Ergoespirométrico.

Estes exames associam os limiares com os níveis de batimentos cardíacos (freqüência cardíaca) e à velocidade de corrida, o que tem se mostrado extremamente útil para o planejamento do treinamento.

O teste mais utilizado para a determinação do limiar anaeróbio é o Teste Ergoespirométrico, pela facilidade de realização e pelo custo mais acessível.

Treinos intervalados em intensidade pouco superior ao limiar são indicados para melhorar a intensidade correspondente ao Limiar Anaeróbico. São treinos com intervalos de recuperação com repetições que duram entre 10 e 20 minutos em um ritmo pouco mais rápido que o seu pace para um prova longa. Um exemplo: 3 repetições de 4km com intervalo de cinco minutos entre as repetições em uma velocidade pouco superior ao seu ritmo de longo.

Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.