Novas
Loading...

Aula de Pilates para Gestantes






Muitos dos exercícios do Pilates, quando praticados em aulas individuais, podem beneficiar a futura mãe ajudando a manter uma boa postura, aliviando algumas dores habituais e proporcionando mais consciência sobre as mudanças que seu corpo está passando durante toda esta fase da vida. O Método permite à ela seguir uma atividade física segura e eficaz, a partir do terceiro mês da gestação, adaptando os exercícios às suas necessidades; respeitando cada etapa da gravidez e as mudanças de energia que se produzem dia a dia; e, também, realizando um treinamento físico com o objetivo de prepará-la para o parto.


Alguns médicos não recomendam que se comece a fazer pilates justamente na época da gravidez. Se você já praticava a modalidade, provavelmente poderá continuar, mas consulte antes o seu obstetra e converse com o professor para avisar que está grávida.

Para quem está pensando em começar, há especialistas que recomendam que a atividade só seja iniciada no segundo trimestre. De qualquer forma, antes de pensar no assunto, veja se consegue fazer uma contração forte do assoalho pélvico: aperte os músculos do assoalho pélvico, como se estivesse tentando segurar o xixi, por ao menos 10 segundos. Se não conseguir manter esse tipo de contração, então é melhor não optar pelo pilates, porque você poderá sobrecarregar demais suas articulações e ligamentos durante os exercícios.

Outras maneira de testar os músculos mais exigidos pelo pilates é:
  • Fique de quatro, apoiando-se nas mãos e joelhos e alinhando o máximo possível as costas, paralelas ao chão, para que não fiquem arqueadas.
  • Inspire e, à medida que expirar, faça um exercício para o assoalho pélvico ao mesmo tempo em que puxa o umbigo para dentro, em direção às costas, e para cima. Tente manter a contração por 10 segundos sem deixar de respirar e sem mexer as costas. Relaxe os músculos vagarosamente ao final do exercício.

Se conseguir fazer esse movimento com facilidade e repeti-lo por 10 vezes, então fique tranquila de que seus músculos do assoalho pélvico e abdominais estão trabalhando bem.

Mesmo que você ache o exercício descrito acima fácil, talvez não tenha tanta facilidade numa aula de pilates de verdade. Até para as seguidoras mais assíduas do pilates, a gestação traz mudanças no corpo que dificultam as contrações dos músculos pélvicos e abdominais, por isso não force a barra só por se achar "experiente" no assunto.

Algumas posições, como as de bruços ou deitada com a barriga para cima, não são recomendadas a partir do meio da gestação. O melhor é tentar encontrar uma aula voltada para grávidas, assim o instrutor saberá exatamente o que deve ou não fazer. Se não conseguir, pergunte ao professor se ele tem experiência em trabalhar com gestantes -- isso é muito importante para evitar que você ou o bebê possam vir a ter qualquer problema.

Durante a prática de Pilates na gestação, é bom evitar movimentos que exigem muita força de sustentação, como por exemplo, os suspensos no Cadillac.

Por mais que essa gestante tenha um bom controle e resistência, na gestação podem ocorrer influências que ela não espera, e o que antes ela tinha muita facilidade para executar, pode levá – la a queda.

Outro posicionamento  são as posições invertidas (de cabeça para baixo). Deve-se ter cuidado também com os exercícios que apoiem o peso sobre os punhos. Devido à hiperfrouxidão ligamentar causada pela relaxina.

Aula de Pilates para Gestantes

Isso não significa que não devem utilizar os exercícios. Mas é importante não fazer muitos exercícios seguidos nesta mesma posição, e sempre que realizar exercícios com os membros superiores, tomar cuidado para que se mantenha posicionamento neutro do punho, ou seja, sem flexão ou extensão durante os movimentos.

As isometrias prolongadas também devem ser evitadas, pois podem levar ao aumento da pressão arterial e frequência cardíaca, o que não seria interessante para as gestantes.

Com ajuda daqui e daqui

Comente:

Espalhe no Google Plus

Sobre - Educação Físicaa

Professora de Educação Fisica, pós-graduada em Treinamento Desportivo e que tem atuação em Educação Fisica Escolar, Avaliação Fisica e Personal Trainer. Twitter: @educacaofisicaa
Postar um comentário