Header Ads

Pais não devem influir na escolha do esporte da criança






http://blog.kanui.com.br/wp-content/uploads/2014/08/1016738_436660443116828_1054375832_n.jpg
Quem nunca foi a uma competição escolar e presenciou a cena de um pai ansioso demais com o desempenho do filho e brigando com o filho? Ou simplesmente torcendo num tom diferente dos demais?
Como técnica de esportes, já presenciei algumas cenas que merecem discussão. Muitas vezes, a criança entra em determinado esporte por pressão do pai. Não é uma coisa saudável. O ideal é deixar ela escolher o esporte que quiser, de maneira independente. Como não há idade para que a criança comece no esporte, muito menos uma modalidade específica, o ideal é que a a criança queira fazer o esporte.
Entre os quatro e os seis anos de idade, a criança deve começar a ter contato com o esporte de maneira prazerosa, divertida, como se fôsse uma brincadeira. Ela deve aprender a correr, saltar e pular, pedalar ou praticar alguma atividade física em grupo, sem nenhum compromisso maior.
Nessa idade, a criança deve experimentar várias modalidades esportivas, sem obrigação de aprender suas técnicas específicas. Com aproximadamente oito anos, é bom deixar que ela se oriente e direcione para determinado esporte, de acordo com suas habilidades, desejos e preferências.
A ansiedade dos pais por essa escolha só vai fazer a criança não ter o desempenho legal na modalidade. E acabar criando frustração.
Até a próxima!

Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.