Header Ads

Cinco dores / lesões que podem surgir na caminhada






http://www.planofeminino.com.br/planodeverao/assets/img/blog/caminhada3.jpg

A caminhada é uma atividade utilizada por muitas pessoas para manter a forma e prevenir sobre diversos males, melhorando assim a forma física e saúde. Porém, há algumas lesões ocasionais que pode fazer essa prática ser dolorosa e interrompida.

Vamos descobrir se você tem (ou já teve)  alguma delas?

TENDINITE PATELAR

É uma dor que se sente abaixo na frente do joelho, logo abaixo da patela. É a inflamação do tendão que vai da patela (antigamente chamada de rótula) à parte anterior da tíbia. Essa lesão recebe o apelido de "joelho de saltador", pois movimentos de impacto, como saltos, agravam o quadro inflamatório.

A dor é pontual na frente do joelho, bem abaixo da patela. No estágio inicial, sente-se a dor parado, apalpando a região, normalmente depois de correr ou saltar. Se a lesão está mais avançada a dor se intensifica principalmente para descer escadas ou rampas, já que o joelho é sobrecarregado nessas condições. Em situações críticas a dor é constante. Procure orientação para ter certeza de que o que você tem é tendinite patelar e não condromalácia - amolecimento da cartilagem da patela - , que tem sintoma similar.

As causas são: desequilíbrio muscular entre as partes posterior (de trás) e anterior (frente) da coxa, rotação da tíbia para dentro, má postura, obrecarga da articulação sem períodos de descanso, excesso de atividade física com repetição de movimento ou crescimento muito rápido na adolescência.

Gelo no local, em sessões de 20 minutos pelo menos duas vezes ao dia, e alongamento dos músculos posteriores e laterais da coxa. Não realize exercícios com salto.

PERIOSTITE TIBIAL OU CANELITE

É uma dor na parte da frente da canela, trata-se da inflamação na região inferior da perna, seja do tendão, seja dos músculos ou da camada que recobre a tíbia (principal osso da canela).

Essa dor pode lembrar uma queimação e normalmente no terço inferior da tíbia, mais próximo do pé. No começo, o incômodo aparece durante a atividade física, mas some no repouso. Se apalpar a região, vai estar bem dolorido. Com mais volume de corrida, a dor aumenta.

As causas são: abuso nos treinos e caminhadas, pronação excessiva, pé plano, panturrilha encurtada, caminhadas em pisos rígidos como o concreto e projetar o tronco muito para a frente.

Para diminuir a for, é legal colocar gelo no local, em sessões de 20 minutos pelo menos duas vezes ao dia, e alongamento dos músculos posteriores e laterais da coxa.


TENDINITE CALCÂNEA

A dor vem de uma inflamação na região do antigo tendão de Aquiles, chamado hoje de tendão calcâneo. Ele se localiza no calcanhar e é o tendão de maior diâmetro do corpo humano (cerca de 13mm nas mulheres e 14 nos homens).

Geralmente, dá essa dor na região logo que a pessoa dá o primeiro passo do dia (incômodo que geralmente melhora com o corpo aquecido). E, ao apalpar o tendão, sente-se dor e inchaço no local.

As causas são: pronação excessiva, encurtamento da panturrilha, consequência da falta de alongamento, excesso de exercícios, que causa sobrecarga na região e aquecimento inadequado somado aos treinos exagerados.

Uma vez lesionado ou aparecendo essa dor, é bom colocar gelo pelo menos duas vezes ao dia, em sessões de 20 minutos. Alongue bastante a panturrilha e fique de repouso. Em alguns casos, uma calcanheira de silicone ou gel aumenta o amortecimento dos calçados usados fora dos treinos.

SÍNDROME DA BANDA ILIOTIBIAL

Provavelmente, você terá dor na lateral externa do joelho. É uma inflamação da camada de tecido que sai do osso ilíaco (na região do quadril), desce pela lateral externa da coxa e se conecta à parte superior da tíbia, próximo ao joelho.

No início, a dor no lado de fora do joelho aparece depois de alguns minutos caminhando. Se caminhar e parar, o incômodo desaparece. Em um estágio avançado, a dor fica constante e surge em qualquer situação de movimento.

As causas podem ser: musculatura posterior da coxa encurtada, iferença de comprimento entre as pernas (que gera maior tensão e consequente sobrecarga no lado mais curto), Perna em arco (joelho genuvaro) ou em "X" (joelho valgo), que aumenta a tensão na parte externa da perna e pronação (pisada para dentro).

Gelo no local, em sessões de 20 minutos pelo menos duas vezes ao dia, e alongamento dos músculos posteriores e laterais da coxa podem ajudar essa dor a diminuir.

FASCITE PLANTAR

É a dor na sola do pé, com a inflamação da fáscia, tecido que reveste a sola do pé.

A dor aparece na sola do pé no primeiro passo do dia, ao sair da cama. Existe uma expressão em inglês para alesão, em função desse sintoma: "Good morning, heel pain" (bom dia, dor no calcanhar). Dependendo da pessoa, a sensação é de que existem pedras dentro do sapato enquanto você anda.

As causas são: excesso de treino (sobrecarga mecânica), uso de tênis velho (  movimento de repetição sem o amortecimento adequado provoca um estiramento da fáscia a inflama a região), salto alto piora o quadro das mulheres que já estão com esse tipo de lesão, pé chato ou com a curvatura da sola muito acentuada também força o tecido da sola do pé.

Sentiu dor nessa região? Sessões de gelo nas primeiras 48 horas em que se sentiu a dor. Alongue a panturrilha e a sola do pé, flexionando-o e puxando os dedos na direção da canela. Evite andar descalço, porque a sola de seu pé está mais sensível.

Observem que todas as dores/possíveis lesões são na parte inferior do corpo, onde as estruturas são mais utilizadas na caminhada. Previna-se, use o aquecimento como parte da sua atividade para essas dores localizadas não aparecer.

Bom exercício!


Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.