Header Ads

Treinamento funcional requer avaliação funcional







Quando um aluno entra em uma academia, antes de começar o programa de treinamento é comum ele passar por uma avaliação física que normalmente inclui realizar testes de força e flexibilidade, mensurar o percentual de gordura e fazer um teste sub máximo de VO2.  Mas ai vem à questão: Será que esse tipo de avaliação pode dar suporte para uma prescrição segura e eficiênte de treinamento funcional? Muitas vezes os testes, citados acima, não servem nem para uma prescrição de treinamento tradicional. Portanto, para o treinamento funcional, com certeza não é o mais indicado.

Para o treinamento funcional a avaliação precisa ser funcional. E o FMS se encaixa nesta necessidade. Podemos dizer que o FMS é um protocolo de avaliação física que tem enfoque em padrões de movimentos funcionais.  

Os testes são:
-O deep squat ou agachamento profundo
-O hurdle step ou passo sobre barreira
-In line lunge  ou avanço em linha
-Soulder mobility ou mobilidade do ombro
-Active Straight Leg Raise ou elevação ativa da perna extendida
-Trunk stability push up ou flexão de cotovelos com estabilidade do tronco
-Rotary stability ou estabilidade rotacional

Através dessa avaliação, podemos detectar pontos onde a musculatura está enfraquecida, desequilibrios musculares e desvios posturais. Estes aspectos são importantes pois muitas lesões ocorrem por um destes fatores ou até mesmo a somas deles.

Fonte

Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.