Header Ads

Personal trainer e o contrato de prestação de serviços









Cliente liga, o profissional marca uma avaliação para Personal Trainer, conversa sobre preço, horários, objetivos do trabalho. Vamos começar a "relação"?

Embora tenha muitos profissionais que achem desnecessário esse tipo de conduta, o uso do contrato de prestação de serviços para Personal Trainer está cada vez mais usual. Nesse contrato de prestação de serviços, regido pelo Código de Defesa do Consumidor, deve ter dados pessoais do cliente e do professor (nome, endereço, telefone, CPF, RG), preços, forma de pagamento e reajuste, periodicidade, horários, reposição de aulas, prazo (com data de início e término) e condições para rompimento do contrato.

Algumas caracteristicas desse serviço:

*O trabalho do personal trainer pode ser direcionado para clientes com bom condicionamento físico, atletas, sedentários, obesos, portadores de problemas físicos, posturais ou cardiovasculares.
*O trabalho é individual.
*Os exercícios devem visar necessidades específicas de cada um. Não tente copiar o treinamento de outras pessoas.
*Tenha seu (s) objetivo(s) bem definido (s).
*Nenhum profissional capacitado promete resultados espetaculares a curto prazo, nem traça objetivos impossíveis de serem atingidos. Nesses casos, a motivação e a expectativa inicial rapidamente se transformam em frustração e desconfiança.
* Os honorários são cobrados por hora, semanal ou mensal. Mas ainda não há uma tabela fixa de preços para esses profissionais.
*É necessário uma avaliação física antes de iniciar qualquer tipo de atividade.
*Quando preencher qualquer ficha informando sobre sua saúde, não esqueça: sinceridade em primeiro lugar!
*Siga corretamente as orientações de seu personal trainer na hora de fazer os exercícios . A diferença entre o personal trainer e o instrutor de academias é o numero de informações e dados que o primeiro dispõe a seu respeito.
*O trabalho de um personal trainer é multidisciplinar. Ele age em conjunto com seu médico, nutricionista, psicólogo e outros.
* A prática do personal training não exige lugar específico. Observe se o personal é um ouvinte atento para seus problemas e se ele tem boa capacidade de comunicação.
*O mais interessante nesse tipo de treinamento é o relacionamento pessoal que estabelece entre o cliente e profissional.
*A carga de trabalho deverá ser aumentada gradativamente e de forma específica, criando condições para que se notem os efeitos do exercício. A freqüência ideal varia de três a cinco vezes por semana. Em caso de indisponibilidade, pode-se optar por uma atividade moderada que complemente o trabalho. Outra saída é o treinamento prescrito. Isto é, o aluno faz uma ou duas aulas por semana e no restante exercita-se sozinho. Claro que isto vai depender do nível (iniciante, intermediário, avançado) em que o aluno se encontra. Para iniciantes não é muito aconselhável. A ansiedade excessiva pode acabar prejudicando um bom treinamento.
*Então lembre-se, quando o cliente optar por um trabalho diferenciado e individualizado, certifique através de uma anamnese, exames e avaliações, que tipo de cliente ele é: Aparentemente saudável, sem fator de risco cardiovascular; Aparentemente saudável, com fator de risco cardiovascular; Portadores de doença cardiovascular. Para que você possa fazer um planejamento do condicionamento físico com segurança e respaldo jurídico. Ficando atento a esses detalhes, você será um personal trainer de sucesso .

Aqui está um bom exemplo do contrato de prestação de serviços

Como eu já disse, o uso desse contrato não é obrigatório. Mas todo profissional deveria usá-lo!



Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.