Header Ads

Nessa volta às aulas, estimule seu filho a participar da educação física







 
A prática de exercícios ajuda as crianças a aprimorarem seus movimentos

O volta ás aulas pode ser o momento ideal para motivar os estudantes a participarem das aulas de educação física. A disciplina, além de melhorar o condicionamento físico, pode ajudar os alunos no aprendizado e na socialização.

O professor e bacharel em Educação Física, Leonardo Valandro Pereira, explica que a disciplina tem um papel de destaque na Educação Infantil, pois nesse período a criança está em constante desenvolvimento e crescimento, necessitando de oportunidades para adaptar-se a essas mudanças, para se c
onhecer melhor, para brincar com seus limites, com seu corpo, aprimorando-se motoramente e fisiologicamente.

Segundo ele, não só na educação das crianças existe esta importância, ela perdura até o fim da idade escolar e também na vida adulta.

_ Nosso corpo foi feito para ser utilizado. Se não o utilizarmos, ele padece - diz Leonardo.

A importância da educação física e da prática de esportes não fica restrita à saúde do corpo. Leonardo explica que a disciplina atua no corpo e na mente dos estudantes. Ele fala que, no momento em que colocamos nosso corpo em ação, aprendemos diversas formas de controlá-lo ante as possibilidades, como fazer certo movimentos, com que velocidade, com que força. Não nascemos aprendendo a caminhar, engatinhas, correr, saltar, fazemos diversos processos mentais para aprender e manter esse controle.

_ Com a educação física, além de educarmos o corpo, educamos a nossa mente, a mantemos atenta,
atuando em pleno vapor. A educação recebida nessa disciplina pode ser refletida na conduta das pessoas, não só motoramente, mas também na posição perante dificuldades, na questão social geral do indivíduo. Além disso, ela traz vantagens educativas, que ajudam na socialização, no respeito às regras, na concentração, na tomada de decisões e na melhora da autoestima - afirma ele.

Existem alunos, que apesar de saberem dos benefícios dos exercícios, insistem em não participar da disciplina.  O professor de Educação Física fala que é incomum encontrar crianças e adolescentes que não gostem das aulas, mas existem casos. Se isso acontecer, o diálogo entre pais e alunos é essencial para que se descubram os motivos da falta de vontade para a prática de exercícios na escola.

No caso das crianças, é aconselhável investigar se elas estão com alguma dor ou desconforto, ou se sofreram uma experiência negativa, psicológico ou física, durante alguma atividade.

_ O que os pais podem fazer é tentar conversar com os filhos para ver o que está acontecendo, descobrir o porquê dessa resistência - fala Leonardo.

Para ele, a falta de incentivo da família pode colaborar para esse desinteresse pela Educação Física.

_ Quando somos pequenos, temos intermináveis brinquedos e aparatos motores, como andador, triciclo, bolinhas, brinquedos com formas táteis, entre outros. Por que, conforme vamos crescendo, não ganhamos mais estes brinquedos, apropriados às idades, claro, como bolas maiores, arcos, bambolês, corda, discos para jogar, ou blocos de montar? Acredito que isso está acontecendo porque muitos pais têm deixado de incentivar os filhos, até pela falta de tempo para poder brincar, se exercitar com eles. Se os pais querem que os filhos sejam ativos, devem dar o exemplo - exclama o professor.

Leonardo aponta ainda que o diálogo inicial sobre a resistência às atividades é fundamental, mas que alguns recursos, como quadras ou pátios espaçosos, pintados, com goleiras, redes, ou outros brinquedos atrativos, ajudam muito a despertar o interesse da criança.

Fonte: ClicRBS

Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.