Header Ads

Fuja da preguiça de se fazer exercícios






Corredores tropeçam, iogues bocejam e até mesmo os mais musculosos fisiculturistas ficam entendiados.

Mas, para o fisiologista do exercício Tom Holland, que já treinou pessoas em praticamente tudo – de perda de peso para escalar montanhas até preparação para correr maratonas – o mais importante é estabelecer uma data.

"Pode ser um casamento, uma corrida ou uma reunião. É preciso fixar uma data", afirma Holland, autor do livro Beat the Gym: Personal Trainer Secrets Without the Personal Trainer Price Tag (ainda sem tradução para o português).

Siga o Twitter da Educação Física

"Precisamos de metas claras e definidas. Uma resolução de ano novo ou um desejo de perder peso não é suficiente."

E se o objetivo for grande, corte-o em pedaços menores. "Eu treino muita gente para correr maratonas. Fazer 5Ks (cinco quilômetros) e meias-maratonas é amelhor forma de adicionar pequenas vitórias ao longo do caminho."

Às vezes, diz ele, o truque é fazer com que a mente desligue daquilo que está sendo feito. "Se o objetivo é perder peso, tirar o foco da perda de peso ajuda", diz ele.

"Veja o que deixa as pessoas animadas e deixe-as tão absortas no treino que as coisas simplesmente acontecem."

Se a meta é correr, Holland, muitas vezes, correr com seus alunos.

"Você não pode motivar, mas pode fornecer incentivos", ensina Holland, que também é formado em psicologia do esporte. "A ciência está em encontrar um objetivo que é desafiador, mas não desafiador demais."

Como diretora nacional do Instituto de Formação de Fitness Equinox, Geralyn Coopersmith é encarregada de treinar os instrutores para a cadeia de academias Equinox. Para ela, não é a motivação que incentiva as pessoas a seguir adiante. 

"As pessoas ficam motivadas quando colocam uma roupa de banho que serve nelas" diz Coopersmith. "Nós precisamos dar a elas objetivos mensuráveis."

Ela recomenda que os treinadores crescentem algo à rotina dos alunos a cada semana.

"Talvez seja apenas beber mais água todos os dias, ou gastar 15 minutos extras na esteira. Também perguntamos aos alunos o quanto eles estão, em uma escala de um a 10, propensos para fazê-lo", ensina ela.

Para a instrutora de fitness Amy Dixon, criadora de uma famosa série de ginástica vendida em DVD, variedade é o tempero do entusiasmo no treino. Para ela, ir à mesma aula de ginástica toda semana é o caminho mais rápido para o desânimo. Se cinco aulas por semana é a regra, ela aconselha deixar de ir uma vez e ir acrescentando outra nova a cada sete dias.

"Adoro ver meus alunos assíduos nas aulas de outras pessoas. Como professora, sei que é importante fazer isso".

Para manter a boa e velha motivação, diz Amy, a dinâmica de uma aula de fitness em grupo é algo poderoso.

"A energia coletiva guia, mantém motivado, e fornece aquele extra que, por vezes, falta nas aulas individuais."

Jessica Matthews, uma fisiologista do exercício do American Council on Exercise, sugere agendar o treino como se fosse um compromisso importante.

"As pesquisas têm demonstrado que o hábito do exercício se estabelece em cerca de 21 dias", afirma Jessica, que atua em San Diego, Califórnia.

* Por Dorene Internicola


Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.