Header Ads

Características motoras das crianças






    Todos os movimentos fazem parte do domínio, sendo que em muitos estudos o domínio motor é mencionado como psicomotor, em função do grande envolvimento do aspecto mental ou cognitivo na maioria dos movimentos (TANI, 1988).

    Os movimentos podem ser subdivididos em 6 fases: fase dos movimentos reflexivos; fase dos movimentos rudimentares; fase dos movimentos fundamentais ou básicos; fase de transição; fase dos movimentos especializados; e fase dos movimentos complexos.

    O movimento fundamental é aquele período de tempo onde meninos e meninas começam a desenvolver um crescimento das habilidades de movimentos básicos. Correr, saltitar, saltar, lançar, agarrar e chutar, são considerados movimentos fundamentais.

    Execuções bem sucedidas na mecânica das habilidades esportivas são dependentes de movimentos fundamentais maduros. Uma vez ultrapassado o estágio transição, progredimos para o estágio final que envolve a aplicação das habilidades de movimentos especializados nas atividades esportivas, durante o tempo de vida recreacional e das experiências de esporte competitivo.

    A fase dos movimentos especializados está relacionada à especialização do desenvolvimento motor, sendo uma fase em que os movimentos em vez de serem identificados com a aprendizagem, passam a ser uma ferramenta que pode ser aplicada a uma variedade de habilidades de movimentos especializados. As habilidades são progressivamente refinadas, combinadas e elaboradas. Os movimentos de saltitar, saltar, por exemplo, são agora aplicados as atividades de pular a corda, para danças folclóricas e também para o salto triplo.

    O começo da extensão do desenvolvimento das habilidades dentro desta fase depende de uma variedade de fatores cognitivos, afetivos e principalmente psicomotores, tais como: percepção, costumes, caracterização emocional, pressão dos pares, tempo de reação e velocidade de movimento, tipo de corpo, altura e peso. Esta fase é subdividida em três estágios: transição, aplicação e utilização para a vida (GALLAHUE, 1989).

    Por volta do oitavo ou nono ano de vida, a criança geralmente entra no estágio de transição, pois o indivíduo começa a combinar e aplicar habilidades de movimentos fundamentais na execução de habilidades esportivas ou recreativas. Caminhar numa ponte de corda, saltar e chutar uma bola são exemplos de habilidades de transição comuns. As habilidades transicionais são simplesmente uma aplicação dos movimentos fundamentais em alguma forma mais complexa e específica.

    Durante este estágio, as crianças estão ativamente envolvidas em descobrir, combinar numerosos padrões de movimentos e habilidades e estão entusiasmadas pela rápida expansão de suas habilidades. A meta que concerne aos pais, professores e pares será de auxiliar a criança a desenvolver e aumentar suas habilidades em variadas atividades, evitando um foco estreito, o que poderá trazer efeitos indesejáveis nos últimos dois estágios desta fase (GALLAHUE, 1989).

    Entre 11 e 13 anos de idade, interessantes mudanças tomam lugar no desenvolvimento das habilidades do indivíduo. Durante este estágio há limites de habilidades cognitivas, afetivas e experiências das crianças, acoplados a uma ansiedade natural para ser ativa, proporcionando uma pré-disposição para a prática de atividades físicas.

    As habilidades complexas devem ser refinadas e usadas na execução de atividades avanças e levadas adiante e na escolha de esportes por si mesmo. O estágio da utilização na vida começa por volta dos 14 anos e continua através da fase adulta. Torna-se importante lembra que as habilidades e escolhas feitas durante os estágios anteriores são carregados dentro deste estágio e adicionalmente refinados. O desempenho pode variar, desde a participação cooperativa ou recreativa, em jogos organizados ou não organizados, esportes competitivos, colegiais, universitários, olímpicos ou profissionais (GALLAHUE, 1989). Este é um estágio que representa a utilização para toda a vida e é a culminação de todas as fases e estágios precedentes.

Fonte

Você não pode perder:

Treinamento Funcional 200 Exercícios - Aprenda Montar Seu Treino
100 planos de aulas + 100 atividades de Educação Física Escolar
Drive Virtual de Educação Física

Tecnologia do Blogger.